Escreva para o Canto

SÃO JOÃO DO AMOR

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
SÃO JOÃO DO AMOR

Explorar os recônditos da alma é como aprofundar-se no infinito da própria existência… É pontilhar de incertezas cada minuto de interrogações, quando somos futuristas, ou de fechar parênteses, cada vez que retornamos ao passado em momentos de eternas e involuntárias reflexões, à espera de um armistício ou mesmo do vento que apazigua as calmarias, ou do sol, que dissipa as sombras e as duvidas, ante a sistemática das injustiças que o destino impõe…

Agora, a noite já se despedia e a insônia perpetua, entre sonhos e pesadelos. Ali próximo, há uma centena de metros, no alvorecer diáfano, a floresta se destaca, com grande nitidez nas colunas de troncos e raízes aéreas e submersas e o seu dossel verde escuro, contra os paredões do forte São José, o sol se projeta sobre as águas refletindo uropígio tudo. Telhados, casarões, ruínas, a imponência do Palácio dos Leões, contracenando com o bumba meu boi, a musica orquestrada, a cadencia da dança, as fantasias multicoloridas, a alegria estampada nos sorrisos. É véspera de São João e, logo mais a noite encherá o céu de fogos de artifício, a musica e o amor preencherá todos os corações. Em casa, solitário, estarei lembrando o São João de 1968, quando te beijei pela primeira vez. Quando fui preenchido por esse sentimento puro, único, indivisível, que não aglutina, não condiciona e não escolhe, simplesmente se aloja em corações e faz com que no lugar de caminhar, alcemos vôos, flutuemos como a pluma e com que nos envaidecemos, cada vez que nos imaginamos juntos, nos embriagamos só com a sutileza de um simples olhar. E é por isso que o amor é de valor inestimável e por mais que valha o ouro e a prata, nada eles representam ante a grandeza infinita que é o amor…

Mas hoje é São João. Vejo-te, pequena, cabelos claros esvoaçantes, caminhando a passos firmes pela praça repleta de barracas, no meio da multidão, e sabes aonde ir, assim como as mãos do destino guiasse os teus passos em minha direção, pois sabes que o despertar para o amor é o mesmo que desabrochar para a vida, quando a esperança é substituída pela realeza de tudo o que mais de belo, sublime e delicioso de sorver… Aquele beijo prolongado de prazer o qual esperamos há tanto tempo. Ah! Como eu quero te ter comigo, antes que o nosso tempo se acabe e restemo-nos somente nos sonhos de outras pessoas assim como nós, que sentem o pulsar de seus corações partidos pela falta um do outro, mas, sem coragem de se unir e com medo de experimentar a verdadeira felicidade… As surpresas nos espreitam, a cada esquina, temos os nossos limites. Embora nos embriagando ante a possibilidade de ir sempre mais longe que as pernas possam alcançar, e sofremos, assim. Nos refugiamos no futuro para escapar a dor, e imaginamos uma linha que a partir dela, a dor não exista, mas, como não vemos essa linha, nos consolamos, olhando para traz. E, dessa forma, eu te vejo, num São João que passou…

Airton Gondim Feitosa

O que você achou desse texto?

Clique nas estrelas para classificar

Media de classificações / 5. Quantidade de classificações:

Deixe um comentário

avatar
Fechar Menu
×
×

Carrinho

%d blogueiros gostam disto: