O difícil da vida

O difícil da vida

O difícil da vida não é conseguir voar como as aves,
Atravessar distancias inimaginaveis sem cansar,
Poder ver e ouvir qualquer pessoa, em qualquer canto do mundo,
Ou ler e escrever sem gastar papel

O difícil da vida não é estar livre e aproveitar o tempo,
Ter um sorriso no rosto e poder dizer olá ao mais estranho andarilho,
Olhar para fora de casa e reconhecer cores e formas, sem se preocupar como foram feitas,
Ou ter na carteira uma foto de alguém que vc não conhece, só para preencher espaço

O difícil da vida não é o homem sobreviver a sua própria ganancia,
Nem atacar os fracos,
Nem ficar do lado dos fortes

O difícil da vida é seguir a própria vida como se nada tivesse acontecido
E eu, na alegria das estrelas,
Esquecer que um dia meus olhos tocaram você

O que você achou desse texto?

Clique nas estrelas para classificar

Media de classificações / 5. Quantidade de classificações:

Roberley Antonio

Escritor e fotógrafo. Membro fundador da Academia de Letras do Brasil. Diretor cultural da Academia Taguatinguense de Letras. Coordenador da comunidade Canto do Escritor.

Deixe um comentário

avatar
Fechar Menu
×
×

Carrinho

%d blogueiros gostam disto: