Cordel para João Gilberto

Cordel para João Gilberto

João Gilberto Pereira de Oliveira
Artista e compositor
88 anos de vida
Foi um vate criador
Um dos pais da bossa nova
Deu seu toque inovador

João Gilberto nasceu
Em Juazeiro da Bahia  
1931
Em um glorioso dia
Foi artista talentoso
Fez da música,alquimia

Revolucionou a MPB
Nosso estilo musical
Impulsionou a Bossa Nova
Com seu toque magistral
O seu talento expressivo
Deu-lhe a fama mundial

Chega de Saudade”, um clássico
Em seu legado musical
No fim dos anos 50
Seu canto primordial
Bossa Nova, novo ritmo
Padrão internacional

Criador da bossa nova
Com Vinícius e o Tom
Conquistou o público
Com renovação do som
Num ritmo inovador
Com balanço muito bom

João abriu os espaços 
Para a nova geração
Caetano, Gil e Chico
Samba em renovação
MPB, Tropicália
E nosso samba-canção

Voz de baixa intensidade 
Bom toque no violão
Um timbre equlibrado 
Autodidata em ação
Desde os 14 anos
Artista em composição

1949
João no Rio de Janeiro
Grupo Os Garotos da Lua
João Gilberto pioneiro
Segue com a sua bossa
Pra ganhar o mundo inteiro

1952:
Lança as primeiras canções
Entra na cena musical 
Com suas concepções
No ritmo dos precursores
Com suas inovações

João Gilberto inicia 
As parcerias musicais
Com Tom Jobim e Billy Blanco
Newton Mendonça e outros mais
Lúcio Alves, Dick Farney
Cantores primordiais

Dolores Duran, Sylvia Telles
Maysa na encantoria
Johnny Alf e João Donato
Luiz Bonfá com maestria
Porto Alegre e Diamantina
João Gilberto em primazia

1958
Volta ao Rio de Janeiro
Canção do Amor Demais
Com seu toque pioneiro
Com Elizeth Cardoso
Novo ritmo no terreiro

Criador perfeccionista
Conquistou a qualidade
Síntese da bossa nova
De forte personalidade
De Juazeiro a Salvador
Depois “Chega de Saudade”

1959 
Um marco na criação 
LP Chega de Saudade
Foi o primeiro de João
Com Tom Jobim e Vinícius 
Trindade de inovação

1961
O Amor, o Sorriso e a Flor
O LP João Gilberto 
Em seguida ele lançou
Com Tom, Lyra e Menescal
No Carnegie Hall se apresentou

Parceria com Stan Getz
Em USA foi morar
LP Getz/Gilberto
Que vale rememorar
Com Tom Jobim ao piano
O Grammy soube premiar

Muitos anos fora do Brasil
Tronou-se fundamental
Retorna nos anos 80
Ao seu berço cultural
Brasil, Rio de Janeiro
Quintessência nacional

Foi casado com Miúcha
Outra artista essencial
Inscreveu o seu nome
Como artista mundial
Baiano de Juazeiro
De fama internacional

Últimos anos recluso
Foi um mestre musical
Deixa vasto repertório
Artista primordial
Vai tocar no infinito
A bossa nova universal

O que você achou desse texto?

Clique nas estrelas para classificar

Media de classificações / 5. Quantidade de classificações:

Deixe um comentário

avatar
Fechar Menu
×
×

Carrinho

%d blogueiros gostam disto: