>> Poesias APELIDO DE AMOR
: starstarstarstarstar
Érwelley C. de Andrade
APELIDO DE AMORImprimirE-mail
Canto do Escritor -
Sáb, 15 de Janeiro de 2011 00:26
Escrito por Érwelley C. de Andrade

 

Apelido de Amor

Amo tanto que medir a imensidão deste sentimento é impossível!

De modo nenhum outro sentimento jamais poderá alcançar

A veracidade do brilho dos seus olhos quando vêem os meus,

Quando tuas mãos tocam as minhas mãos e sem querer...

Sua pele esbarra no meu corpo quente de paixão.

Depois de anos já passados longe um do outro, assim mesmo

Senti o tremor do nosso amor rasgando o rosado das maçãs

Do seu rosto ao me notar.

Senti o cheiro da sua nuca tocando devagar meus cabelos

E tão sutilmente o calor dos teus lábios destilando desejo completo.

Lembra-te quando nos apelidamos de anjo? Pois é este ser que és

Para mim até meu último suspiro. Meu Anjo Lindo!

Nosso conto não é apenas uma recordação para chorar e depois sorrir,

Bem mais que um simples sexo de carne por excitação, não!

Está além de tudo que um mortal pode imaginar e mesmo pensar sentir.

O gosto do primeiro amor um no outro sendo unidos eternamente pelas

Estrelas do céu e o brilho do luar.

Um dia umas três sensações de cumplicidade e sonho de amor ficarão

Para sempre em nossas vidas e mesmo petrificados no coração!

Ler do amor, sentir da dor e pensar no medo de perder, fazem do meu ego

Um ressoar vazio e murcho diante da impossibilidade de nunca mais

Poder tocar seu corpo e sentir seu gosto no meu...

Bem que de mim se fez o grito por teu espírito sem que precisasse mover

Os lábios ao chamar teu nome numa noite fria e triste.

Sua voz meu anjo dizendo vou, mas logo voltarei para ti...

Fala até o presente instante dentro da minha alma e chora

Lágrimas de sangue dentro do meu ser.

Você é um Anjo... E anjos pelo que me contaram um dia, estão sempre

Presente mesmo que no mais profundo do nosso inconsciente

Humano e solitário coração.

Por vezes quis morrer e por tantas outras quis ficar, pois indo estaria

Cega e ficando estaria condenada a viver eternamente longe de você!

Preste bem atenção! Nada será neste e em qualquer outra vida, motivo

Para nos separar... Pois o amor é eternamente cicatrizado no peito de

Quem amou e de quem ama a gente, simplesmente pelo simples fato de amar!

 

Comentários (4)
  • Érwelley
    avatar
    APELIDO DE AMOR
  • Lully
    Nossa! Amiga Érwelley, que lindo apelo ao amor! Parabéns! :kiss:
  • Jorge Montenegro
    avatar

    Érwelley!


    Fiquei sem fôlego diante de tanta emoção em poesia! Belíssimo!
  • Érwelley
    avatar
    Elamer meu amigo poeta, sito-me lisonjeada com sua emoção! Obrigada por seus comentários tão nobres sendo tu um grande conhecedor da poesia, traz muita alegria....

    Abraços
Somente usuários registrados podem comentar!

O(A) escritor(a) Érwelley C. de Andrade escreve para o Canto do Escritor desde Sex, 17 de Setembro de 2010.

Mostrar outros artigos deste autor

Últimos TextosSugestões de Leitura

Você não esta logado.

Acesso ao CE


             |