avatar
kkkkkkkkkkkkkk! Poeta, já estava com vontade pegar a minha almofada para ajudá-lo na missão de pegar a muriçoca. Acompanhei cada estrofe, cada verso na expectativa do fim do malfadado mosquito abusado. Pensei que ia perdê-lo, isso não seria perdoado, mas eis que de repente, jaz a muriçoca como apenas um risco preto no chão. Recebeu o tratamento merecido! Legal! Gostei! Parabéns! Abraços, Licia